Seja bem-vindo ao Repórter Especial

acompanhe-nos:

SERVIDOR PÚBLICO

Militar do Corpo de Bombeiros é acusado de furtar e vender material de salvamento da corporação
Os produtos apreendidos eram vendidos pela internet, cujo valor dos materiais a Polícia estimou em R$ 70 mil
Por Repórter Especial
19/06/2019 - 17h27 - Atualizado em 19/06/2019 - 17h28
PCDF/Divulgação

Bombeiro é acusado de roubar e vender material de salvamento da corporação do Corpo de Bombeiros em que atuava. Nesta quarta-feira (19), a Polícia Civil cumpriu um mandado de busca e apreensão na casa do militar, onde foram encontrados cordas, mosquetões, cadeirinhas, entre outros materiais. Os produtos eram vendidos na internet, como se fossem equipamentos de esportes radicais.

Por meio de notificação  de furtos constantes de material da corporação, a polícia abriu investigação em outubro de 2018, que apurou o caso e conseguiu chegar ao bombeiro, que possuía cerca de 300 itens, avaliados a princípio em R$ 70 mil. Segundo o coordenador da Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC), Giancarlos Zuliani, o militar vai responder primeiro administrativamente, para que após findado o processo, responda criminalmente. 

Em nota, o Corpo de Bombeiros afirmou que o caso já era conhecido dentro do órgão e que após a apuração, o Inquérito Policial Militar (IPM) "será encaminhado à Auditoria Militar em obediência ao devido processo legal", diz o documento. 

voltar página anterior
IR AO TOPO