Seja bem-vindo ao Repórter Especial

acompanhe-nos:

SERVIDOR PÚBLICO

Mais de 900 denúncias na saúde são investigadas por força-tarefa no DF
A secretaria de saúde do DF apura o envolvimento de servidores em práticas ilícitas, em hospitais da região
Por Repórter Especial
03/08/2019 - 09h04 - Atualizado em 03/08/2019 - 09h08
Ed Alves/CB/D.A Press

Uma investigação em massa, promovida pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal, está apurando o envolvimento de servidores públicos em mais de 900 denúncias de atividades ilícitas, praticadas nos hospitais do DF. A força-tarefa está sendo comandada pela Controladoria Setorial de Saúde que investiga a emissão de  falsos atestados médicos, excesso de licenças médicas, falha administrativa e conduta inadequada de profissionais. 

Ao todo, 33.982 servidores estão sediados pela Secretaria de Saúde. As denúncias serão analisadas por 107 profissionais da Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF), grupo que foi criado, em maio de 2019, para relatar as denúncias e investigar os casos. A conclusão da leitura dos processos está prevista para setembro, junto com a divulgação do relatório final. Até agora, a CGDF já analisou 142 processos administrativos disciplinares (PADs), o que resultou em 110 demissões.

voltar página anterior
IR AO TOPO