Seja bem-vindo ao Repórter Especial

acompanhe-nos:

BASTIDORES

Governo veta auxílio em dobro a pais solteiros
De acordo com despacho, projeto se torna inviável
Por Repórter Especial
29/07/2020 - 12h04
Foto: Alan Santos/PR/Divulgação/CP

O governo federal publicou, no Diário Oficial da União (DOU), desta quarta-feira (29), o veto integral ao projeto de lei, que garantia o pagamento de duas cotas do auxílio emergencial para pais solteiros.

"O projeto se torna inviável ante a inexistência nas ferramentas e instrumentos de processamento de dados, que geram a folha de pagamento do auxílio emergencial, de dados relacionadas a quem possui efetivamente a guarda da criança. Assim, não é possível averiguar a realização de pleitos indevidos que são apresentados por ex-parceiros que se autodeclaram provedores de família monoparental de forma fraudulenta e que permitem que benefícios sejam irregularmente concedidos em prejuízo a higidez da política pública e aos cofres públicos", afirma o veto.

As mães solteiras continuam tendo o direito de receber duas cotas do auxílio, de R$ 1.200.

voltar página anterior
IR AO TOPO