Seja bem-vindo ao Repórter Especial

acompanhe-nos:

SERVIDOR PÚBLICO

Governo vai contratar 7 mil militares da reserva para ajudar no INSS
Hoje, há quase 2 milhões de processos parados no órgão
Por Repórter Especial
15/01/2020 - 09h45 - Atualizado em 15/01/2020 - 09h47
Foto: Arquivo/Agência O Globo

O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, anunciou ontem (14) que sete mil militares de reserva vão reforçar o atendimento do do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A ideia é que o pacote seja implementado até abril e que a fila, de quase 2 milhões de pedidos represados, seja resolvida até setembro.

O governo também quer restringir a cessão de servidores do INSS a outros órgãos. Além disso, também será instalada uma força-tarefa para a perícia dos 1.514 servidores que estão afastados do Instituto. O anúncio foi feito após reunião do ministro da Economia, Paulo Guedes, com Marinho e a equipe econômica.

"A ideia é que esses militares possam ingressar no atendimento, nos postos de atendimento, para permitir que os profissionais, que os funcionários do INSS nos ajudem na análise dos documentos, dos processos, e agilizem essa análise", declarou Marinho.

voltar página anterior
IR AO TOPO