Seja bem-vindo ao Repórter Especial

acompanhe-nos:

SERVIDOR PÚBLICO

Câmara Legislativa do DF expande obrigatoriedade do ponto eletrônico
Após protestos, a CLDF muda regras para todos os servidores
Por Repórter Especial
03/08/2019 - 10h53 - Atualizado em 03/08/2019 - 10h56
Divulgação

A câmara Legislativa do Distrito Federal instituiu ponto eletrônico para todos os servidores, após protestos por "seletividade" da exigência. A mesa diretora da casa estendeu a obrigatoriedade para todos os cargos, sejam eles comissionados, de carreira, da estrutura ou em trabalho externo. Para o controle de saída e entrada dos deputados, será implementado o ponto biométrico, com previsão para novembro de 2019. 

Para os demais profissionais, as chefias adotarão sistemas de controle como o ponto eletrônico, folhas de registro, além da biometria. Apenas os servidores concursados terão o direito de escolher o método de registro. As regras da jornadas de trabalho também sofreram modificações, cabendo aos profissionais decidirem trabalhar por sete horas corridas ou oito horas, com uma hora de descanso. As mudanças no registro da presença dos trabalhadores foram publicadas no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), nesta quinta-feira (1). 

voltar página anterior
IR AO TOPO